sexta-feira, 30 de julho de 2010

Eguns ou Kiumbas


Eguns nada mais são do que os espíritos que já desencarnaram e Kiumbas quer dizer exatamente a mesma coisa. Apenas se dá entre eles uma diferença de evolução. Senão vejamos:
Eguns, são todos os que desencarnaram, tiveram vida humana, em contraposição aos Orixás que são forças da natureza.
Caboclos, Pretos-Velhos, Crianças, e Exus (entidade de Umbanda), são Eguns.
Obs: Quando digo que Exus (entidades de Umbanda) são Eguns, é por que no Candomblé, Exu é Orixá, divindade. É o Orixá intermediário entre os demais Orixás e os homens.
Kiumbas são Eguns ainda muito atrasados na escala de evolução espiritual, são considerados negativos e que por vezes, se fazem passar por outras entidades, normalmente por Exus, criando no leigo, um ponto de vista muito negativo em relação a estas entidades, os Exus, por eles mistificados.
É sabido que o termo evolução é extremamente relativo, e dentro de uma mesma qualidade de entidades, poderá variar muito o grau de evolução entre cada um deles. O que quero dizer é que entre os Caboclos, assim como entre os Pretos-Velhos e outras entidades, sempre haverá um que esteja um pouco acima, e um outro um pouco abaixo na escala de evolução espiritual. O certo, no entanto, é que estas entidades, Caboclos, Pretos-Velhos, Crianças, Exus e algumas outras, já chegaram a um nível de evolução tal, que os permitem diferenciar o certo do errado e procurarem humildemente ajuda e colaboração das entidades de níveis mais altos, no sentido de auxiliar aos filhos que os procuram, nos momentos em que seus conhecimentos, permissão ou capacidade de trabalho são impotentes para a ajuda.
Normalmente se ouve:
- Você está com o encosto de um Egum muito perigoso!
- Você precisa fazer uma obrigação para despachar este Egum que está complicando sua vida!
Isso realmente pode acontecer, pois como já dissemos, Egum é todo espírito desencarnado. E pode acontecer que por ainda estar num momento de evolução espiritual ainda atrasada, esteja sendo usado para feitiços ou malefícios e até mesmo por ignorância sobre sua atual condição de desencarnado (egum). Por vezes, em virtude de desencarnes violentos ou inesperados, o espírito não se apercebe ou não aceita sua nova condição fluídica e sente-se como um de nós, ainda encarnados, sendo assim ele mantém-se muito próximo, principalmente de seus entes queridos quando em vida, tumultuando suas vidas, em virtude da diferença de vibração de suas energias. Este Egum, precisa certamente ser esclarecido e afastado. Várias doutrinas se ocupam deste mister de maneiras diferentes, comprovando que é necessário que os níveis de vida, encarnada e desencarnada, mantenham suas independências.
Nota-se a diferença então entre os Eguns, Entidades e Kiumbas. Na realidade Egum é a qualificação de todo e qualquer espírito desencarnado. O seu nível de evolução é que o especificará!
Quando nos referimos aos espíritos vampirizadores, aos incitadores ao vício ou àqueles que se aproximam de nós sempre para o mal, os quais são comprados por quem tem a alma maculada pela maldade, para nos impor males ou feitiços, esses serão certamente os Kiumbas, mas numa generalização muito comum, sempre nos referimos a eles como Eguns.
Pela vaidade e às vezes pela ignorância, muitos não admitem que possam estar sendo mediunizados por um Egum, qual seja, um Caboclo, um Preto-Velho ou mesmo um Exu, para um trabalho de caridade.
Desmistifiquemos então o conceito de Egum. E tentemos de todas as maneiras, pela caridade, pela fé, pela oração e pelo trabalho espiritual, elevarmos cada vez mais nossos Eguns de fé para que, pelo trabalho deles, possam ser cada vez mais, atraídos para os caminhos de luz, aqueles Eguns, os Kiumbas, que ainda se encontram nos lamaçais da espiritualidade.

4 comentários:

  1. Gostei do texto, porém discordo de algumas colocações.

    sei que é questão de "interpretação", mas não considero os guias espirituais como Eguns, pois no meu entendimento o Egun é o desencarnado no astral após o processo post-mortem, antes de entrar em Devakan (repouso cíclico, ou segunda morte, quando morre no astral e entra no plano astral superior), já os guias espirituais (na Umbanda os Caboclos, Pretos Velhos, etc.) são seres que já "foram" (terminaram o processo post-mortem) e retornaram ao astral em caráter missionário.

    Portanto ao meu ver não poderiam ser considerados Eguns, pois muitos tiveram vida física sim, mas a centenas de anos. Diferença básica, o Egun ainda "vaga" no astral com o corpo astral (ou perispírito como chamam os espíritas) pertencente a sua ultima encarnação, estando ainda ligado a ela, diferente do guia espiritual, que já possui outro corpo, novinho, projetado para as tarefas que realiza.

    Também discordo quanto a questão de Kiumbas serem menos evoluídos que Eguns em geral, não é verdade. São mais tenebrosos sim, mas a evolução não é tão "preto-no-branco" como muitas vezes fantasiamos. Um Kiumba pode ser um mago negro, então ele viveu muito mais que a grande maioria, é mais evoluído que muitos humanos (encarnados ou desencarnados), só "optou" por ser egoísta, ao invés de altruísta.

    Eles só estariam abaixo dos guias espirituais, que já vivem de forma missionária.

    http://cronicasespiritualistas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. corrigindo:

    Devakan igual plano MENTAL superior (não astral superior como escrevi por engano no comentário acima)

    ResponderExcluir
  3. Bom dia Camos! Sim é tudo uma questão de generalização ou interpretação. Quando eu falo Egun eu uso o termo como generalização de nossos irmãos desencarnados em geral, tenho muito respeito por nossos guias espirituais mas como passaram pelo processo de desencarno por muitos são considerados Eguns assim temos por exemplo no Candomblé, respeito sim sua opinião... Quanto a Kiumbas posso ter passado mau minha expressão ok. Axé e um ótimo dia!

    ResponderExcluir
  4. Yolanda, simples leitora29 de março de 2012 10:06

    Ops...possuir mais conhecimentos, ter passado por mais esperiencias, por ter vivido mais, não faz de ninguem o mais evoluido

    evolução tem a ver com deixar nossos vicios, nosso egoismo, nossa maldade, nosso odio, nosso etc, etc, etc ..... e passar a atuar com muito amor, respeito, caridade, responsabilidade, etc. etc.etc

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails